28 de julho de 2011

Quem me atura em verso sabe que sou de muitos pontos-vírgula - elemento pontuacional tão pouco compreendido, coitado. Eu sei, o ponto-e-vírgula é um trequinho muito esquisito em seu hibridismo desavisado; é que é não é nem uma coisa, nem outra, nem tantas outras, mas é um tanto dessas coisas todas ainda assim. Vou explicar...
Ele não é apenas um simples ponto, e pronto, porque não se finda em si, sendo assim livre desse fardo da conclusão irreversível. Tampouco é vírgula, pois seu suspiro é um tanto maior, daí ele precisa de mais tempo pra continuar continuando. Também não é reticência, em seu vagar de nuvem... Não. Nem é exclamação! Não cabe a ele a arrogância das certezas que se gritam.
Acho que também não chega a ser dois pontos: ele não é daqueles que se explicam depois de um pigarro anunciador de pedantismos. Não é travessão - não sai por aí atravessando os quês e os alguéns. Não é apóstrofo, pois ainda não tem o dom de ser gota que escorre na letra. Nem é interrogação. E por que seria, né? (Aliás, acho esse um sinal muito sensual, em sua curva duvidosa... mas isso não vem ao caso.)

Ponto-e-vírgula é o signo daquele pensamento que ficou no mundo das idéias e não desceu as escadas para o andar do papel. Ele é um voar nas coisas livres sem tirar os pés do chão (geralmente ele é descalço e pisa em gramas úmidas que fazem cosquinhas entre os dedos). É um vagar que roça as compreensões quase legítimas - mas que, estasiado em seu suspiro de insight místico, se contenta em expressar-se com um simples piscar de olho.
;)

2 bedelhos:

Mel Andrade disse...

Adorei o texto, manola. Adoro metalinguagem, sempre.


uAHuAUAHUAHUHAuAHuAHUAH
Eu faço isso com os números!
O 1 é uma criancinha inocente. O 2 é a amiguinha um pouco maior que o 1, mas eles ficarão juntos em breve. O 3 é tipo o denis o pimentinha. O 4 é a mãe dona de casa. O 5 é um pai barrigudo que tem fusca. O 6 é um pai legalzão. O 7 é vigarista. O 8 é a menina santinha que todo mundo quer pegar. O 9 é o bagunceiro do colégio e o 10 é o diretor. =D

Anônimo disse...

que bacana;

 

Copyright 2010 Verbo Intransigente.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.