29 de março de 2011


Um dia a gente descobre a pontinha do fio,
e sai puxando e desenrolando assim...
até que a gente percebe que a porra do fio não tem fim!
.

1 bedelhos:

Iana Carolina disse...

E o título foi a luva mais legal que tinha no mercado das poesias. Adorei.

 

Copyright 2010 Verbo Intransigente.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.