20 de fevereiro de 2011

Durante um relacionamento, o volume de massa corpórea dos componentes da relação tende a aumentar.
Em depressão-pós-término, esse volume é minado, e o indivíduo perde o dobro do que havia ganho.
Após estabilização emocional, atinge-se o meio-termo.
O ciclo se repete ininterruptamente - até que, enfim, haja o casamento, no qual tal índice configura-se numa parábola ascendente, sem jamais tocar o eixo de inversão.
E assim, somos caloricamente felizes para sempre.

0 bedelhos:

 

Copyright 2010 Verbo Intransigente.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.